::  Home

 
 

 ::  Mapa do Site

 

 ::  Contato

 
 

PATRIMÔNIO PELOTENSE

 
 

Museu da Baronesa
 

Localização: Av. Domingos de Almeida, n.º 1490.

Horário de funcionamento:
Terça a Sexta - 13:00 às 17h 30
Sábados, Domingos e Feriados - 14:00 às 18:00

Telefone: (53) 228 4606

Atividades oferecidas:
Visitação ao museu : Neste local encontramos registrada toda a opulência vivida por Pelotas durante o século XIX. Valores e riquezas foram preservados num acervo que conta com objetos como: mobília de mogno, enxovais ricamente bordados, vestuário de época, leques, baús e bibelôs. Grande parte das peças mostradas no museu fazem parte do acervo doado por Lourdes Noronha Coelho Borges e Adail Bento da Costa, este último um artista e colecionador pelotense.

Obs.: Para utilizar somente o parque não é cobrada entrada.



Um pouco da história
Construção: séc. XIX
     Situadas nas periferias das vilas e cidades, as chácaras representavam uma opção de moradia para as famílias abastadas, pois reuniam o que havia de melhor entre a vida rural e a urbana da época.
Em 1863, o Cel. Aníbal Antunes Maciel, adquiriu de Vicente Aurélio Prates, essa propriedade para presentear seu filho - Aníbal Antunes Maciel, por ocasião do casamento deste com Amélia Hartley de Brito (1864), carioca de nascimento e inglesa por descendência.
     O jovem casal transferiu-se do Rio de Janeiro para Pelotas e, durante os 23 anos de matrimônio, tratou de melhorar as condições da chácara. Ampliou-a e transformou-a numa construção de base quadrada, com pátio central, encimada por uma camarinha. Do lado esquerdo e interligada ao solar, em uma varanda decorada com lambrequins, foi edificado o salão de festas (capela). Nos fundos, foi construída a magnífica torre de banhos (apresenta azulejos europeus e banheira com fundo de mármore). O solar é uma obra arquitetônica cuja beleza reside na harmoniosa convivência entre os estilos neoclássico e colonial brasileiro. Ocupa uma área de aproximadamente 7 hectares, e uma construção de 820 m² , com 22 peças e um pátio interno com algibe que serviu para abastecer de água o solar.

Contornando todo o conjunto, foram cultivados vários jardins: um ao gosto françês (rígido e simétrico pelo desenho dos canteiros, chafariz e elementos decorativos) e um ao gosto inglês (pitoresco, com uma gruta labirintiforme construída com pedras superpostas, com interior em pedras de quartzo, vindas de carroça de Quaraí. Na sua cúpula, foi gravado o nome da primeira anfitriã: Amélia, a Baronesa dos Três Serros.
     A água canalizada da gruta forma dois lagos. Sobre estes, pontes rústicas. Também foi erguido um "castelinho" para acolher coelhos e pombos).
Aníbal Antunes Maciel, ganhou notoriedade pela alforria concedida a seus escravos, em 1884, muito antes da Lei Áurea, fato que o fez ser agraciado com o título de Barão dos Três Serros, por decreto do Imperador Dom Pedro II. Faleceu três anos depois, aos 49 anos. A baronesa viúva permaneceu mais alguns anos em Pelotas, transferindo-se definitivamente para o Rio de Janeiro, em 1899.
     D. Amélia Harthey Antunes Maciel , "Sinhá Amélinha", era conhecida também por sua bondade. Esta grande dama tornou conhecida à chácara dos barões como o "Solar da Baronesa". A última moradora foi Déa Antunes Maciel, neta dos barões.
     O prédio foi restaurado, e entregue a comunidade Pelotense em 1982, como Museu Municipal Parque da Baronesa. Possui um acervo de mais de mil peças destacando-se uma coleção de móveis e acessórios pertencentes à família Antunes Maciel e uma coleção pertencente ao artista plástico Adail Bento Costa, com móveis, leques, porcelanas, pratarias, armários, paramentos, vestes, fardas militares e imagens de madeira.
 

 


Antiga Escola de Agronomia
Antigo Banco Pelotense- Banrisul
Antigo Banco do Brasil
Biblioteca Pública
Casarão 2
Casarão 6
Casarão 8
Casa de Pompas Fúnebre M.Lopes Casas geminadas 1 e 3
Castelo Simões Lopes
Catedral São Francisco de Paula
Centro de Integração do Mercosul
Charqueada Santa Rita
Charqueada São João
Clube Caixeiral
Clube Comercial
Escola de Belas Artes
Estação Férrea
Fábrica de Tecidos
Grande Hotel
Jockey Clube Pelotas
Igreja da Luz
Igreja do Redentor
Igreja Matriz do Porto
Igreja Nossa Senhora Aparecida
Mercado Público
Mural Galeria da Arte
Museu Carlos Ritter
Museu de Arte Leopoldo Gotuzzo
Museu Parque da Baronesa
Porto
Prefeitura Municipal
Quartel Legalista"- "Casa da Banha"
Residência da família Assumpção
Santa Casa de Misericórdia
Santuário de Adoração
Secretaria de Receita
Sociedade Beneficência Portuguesa
Solar Visconde da Graça
Teatro Guarany
Teatro Sete de Abril
Teatro Avenida